A minha lareira preferida

09 janeiro 2016
Fotografia da minha autoria. Não utilizar sem autorização.

Não há sítio mais acolhedor e reconfortante que o cantinho da lareira da minha avó. Todas as semanas, durante o Inverno, eu vou lá. Contamos histórias uma à outra (ai, as histórias dela!), rimos de parvoíces e fico a ouvir os lamentos dela de como era a vida antigamente. E o que ela se farta de falar dessa vida! Não por ter sido melhor, apenas por ter havido uma prioridade de valores diferente daquela que, muitas vezes, se observa nos dias de hoje.

Gratidão. É essa a palavra que associo à minha avó. Ela transpira gratidão. Faz sacrifícios hoje por pessoas que fizeram alguma coisa pela família dela no passado. E eu fico com os olhos a brilhar de cada vez que ela fala disto. Porque é um ser que, embora seja difícil arrancar uma palavra carinhosa, tudo o que faz, é feito com amor. Vem diretamente do coração. E eu só posso desejar ser como ela. Brilhante, humilde e grata. 
3 comentários em "A minha lareira preferida"
  1. Para mim, a minha lareira de eleição é mesmo a de minha casa. É tão bom! :)

    ResponderEliminar
  2. Para ir aquecer-me à lareira dos meus avós faço mais de 500 quilometros, não é mesmo fácil :/

    ResponderEliminar
  3. Eu so não gosto é do cheiro a fumo que a lareira deixa na roupa :/
    xoxo
    BLOG // FB PAGE

    ResponderEliminar