Cartas

24 janeiro 2016

Embora seja muito fácil comunicar rapidamente através da internet ou do telemóvel, não há nada que substitua uma carta. Parece uma coisa do passado, mas eu faço questão que não o seja para mim. Faço questão de escrever cartas às pessoas mais importantes e fico honrada quando elas fazem o mesmo. Um pedaço de papel é capaz de me fazer feliz. E, principalmente, é capaz de me fazer sentir especial. 

Um dia disseram-me que o grande valor das cartas se deve ao facto de estas ficarem para sempre. E eu não podia concordar mais. São sentimentos que ficam ali escritos e que ninguém pode mudar. O poder das palavras torna-se gigante. Fá-las parecer mais verdadeiras. Por muito que a tecnologia possa avançar, nada vai substituir isso. E eu também não.
6 comentários em "Cartas"
  1. Eu também gosto de escrever cartas, postais e bilhetinhos para as pessoas que me são mais importantes! :D Tem outro encanto, na minha opinião!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Eu não tenho por hábito escrever cartas

    ResponderEliminar
  3. concordo plenamente!!! sou uma eterna apaixonada por cartas!

    ResponderEliminar
  4. Já não escrevo cartas mas já escrevi muitas mesmo. Muitas, muitas! E algumas delas, que me escreveram de volta, estão bem guardadinhas!

    ResponderEliminar
  5. Eu acho que em toda a minha vida, só escrevi uma carta porque nessa altura nem se usava muito a internet.

    ResponderEliminar
  6. Há muito tempo que não escrevo cartas mas é algo que eu adoro. E é algo que eu quero, definitivamente, voltar a fazer :)

    ResponderEliminar