NIT

14 março 2016


Já vi imensas opiniões sobre o famoso vídeo da NIT no ModaLisboa e não consigo concordar com nenhuma. Tenho visto imensa gente a criticar o facto de as pessoas estarem num evento como aquele e não saberem o mínimo de moda, mas... Eu não posso ir a um evento sem saber se vou gostar ou não? E aqui tanto pode ser um ModaLisboa como uma Comic Con. Não existe problema nenhum. Por vezes descobrimos novos interesses em sítios e eventos impensáveis e ninguém é obrigado a saber o que quer que seja só por estar lá.

O que eu condeno é que as pessoas finjam que percebem do assunto, como acontece num outro vídeo. Isso, sim, é grave. Nem toda a gente tem de perceber de carros, nem toda a gente tem de perceber de maquilhagem, nem toda a gente tem de perceber de matemática - e é isso que faz de cada um de nós aquilo que somos. Se há um evento que não nos diz nada mas que eventualmente surge a oportunidade de irmos, porque não arriscar? Porque não provar, efetivamente, que não gostamos daquilo ou, pelo contrário, mostrar que afinal é algo interessante e capaz de nos interessar? 

7 comentários:

  1. Concordo absolutamente contigo. Podemos não perceber de algo mas... qual é o mal disso? Sem experimentar, não sabemos. Simples!

    ResponderEliminar
  2. A mim também me aborrece ver esse tipo de críticas. Mas infelizmente opiniões há muitas, imensas! Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  3. Já ouvi imensas críticas sobre essa entrevista e sinceramente tenho a mesma opinião que tu. Se existe oportunidade de ir a um envento diferente ao qual nunca fomos porque não arriscar?! Mas acho estúpido e parvo o facto de as pessoas estarem ali a dizer que conhecem sem conhecer, se fosse eu dizia que não conhecia e pronto. Acho que aqueles que mostraram nessa tal entrevista também estavam ali do estilo eu sou bom e percebo muito disto, e acabaram por fazer figura de parvos ahah

    ResponderEliminar
  4. eu não percebo nada de moda mas acho que seria giro um dia ir ver. Não é por não se perceber do assunto que não se pode ir experimentar

    ResponderEliminar
  5. Confesso que não vi o vídeo em questão, mas concordo com os teus argumentos. No ano passado trabalhei na Moda Lisboa pela primeira vez e também não percebia praticamente nada daquele mundo. No entanto, isso não me impediu de aprender e adorar a experiência. Hoje em dia tudo é ridicularizado ou exposto só porque sim, já chateia.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  6. O que me incomoda é a necessidade das pessoas fazerem de conta que percebem muito de um assunto que afinal não lhes é assim tão familiar quanto fazem parecer. Nunca fui ver um desfile e não percebo nada de moda e conheço pouquíssimos nomes de estilistas (só mesmo aqueles famosos e que toda a gente já ouviu falar aqui e ali), mas se surgisse a oportunidade de ir a um aproveitaria, mas não iria fazer de conta que percebia imenso daquilo.
    O video (acho que estamos a falar do mesmo) não me incomodou apesar de não perceber a necessidade de verem se toda a gente que estava no evento iria cair ou não na armadilha, mas incomodou-me o facto de algumas pessoas quererem dar uma de "eu percebo imenso disto" e depois exporem-se àquilo. Não temos de saber tudo acerca de tudo e por isso é importante também termos a humildade suficiente para sabermos quando dizer que não, que não sabemos x.

    ResponderEliminar
  7. Acho que o 'problema' nem é irem sem entenderem é fingirem que entendem. Era só dizerem que foram por curiosidade ou qualquer coisa do que se fingirem de entendidos. Um dos vídeos é sobre adivinharem quem eram os supostos estilistas e bem que podiam ter dito que não conheciam. É que percebendo ou não do assunto não têm de conhecer tudo não é? (:
    Para a próxima que sejam sinceros, ninguém os condena por isso.

    ResponderEliminar

Anywhere © 2017
Design: Hello Manhattan