Computação quântica

28 setembro 2016


Este semestre tenho uma cadeira que aborda um tema que nunca tinha ouvido falar: computação quântica. Nesta área, há pessoas a trabalharem arduamente para construírem um (super) computador quântico que tem tanto de espetacular como de assustador. Por um lado, poderemos ter uma tecnologia que nos permite acelerar de forma inimaginável os nossos computadores. Para terem noção, um número de 512 bits demora, nos dias de hoje, quatro dias a ser factorizado, mas com um computador quântico demoraria trinta e quatro segundos. Por outro lado, no dia em que esse computador funcionar como esperam que funcione, a segurança do mundo inteiro perder-se-á, pois tudo o que está em segurança, hoje, devido à criptografia levaria segundos a ser desencriptado. 

Quão assustador é pensar que podemos perder tudo o que é virtualmente nosso? Que alguém com uma tecnologia destas possa virar o mundo do avesso? Os estudos estão feitos. Os cálculos estão acessíveis a qualquer um. Se é uma hipótese que pode falhar? É. Mas a verdade é que houve progressos. Pequenos, mas são progressos que, daqui a uns anos, se podem tornar numa realidade. E isso assusta-me. Sim, tudo isto pode ser usado para o bem da humanidade mas, sejamos sinceros, há sempre alguém que o uso para fazer o mal. E não acredito que aqui vá existir alguma exceção.

2 comentários:

  1. O problema de construírem coisas do género é precisamente o facto de caírem nas mãos erradas ou trazerem mais problemas do que soluções...

    ResponderEliminar
  2. Bem, é realmente assustador. Por vezes nem estamos preparados para lidar com aquilo que criamos...

    ResponderEliminar

Anywhere © 2017
Design: Hello Manhattan