Positivismo atrai positivismo

10 março 2017


No outro dia, em conversa, uma amiga minha disse-me "gostava de ser como tu, positiva" e eu fiquei um tanto ou quanto atrapalhada com aquela afirmação. Primeiro, porque eu nem sempre tenho noção do quão positiva sou no dia-a-dia, apesar de ter plena consciência de que o sou, e, segundo, porque encarei aquilo como um elogio e eu sou péssima a reagir a elogios (mas essa conversa fica para outro dia).

Depois de refletir naquilo, comecei a notar que eu me tornei exatamente naquilo que eu queria. Eu não era positiva, não era confiante e não transmitia esta energia aos outros. Eu adaptei-me. Evoluí. Quando percebi, de facto, que o caminho que estava a seguir não me estava a tornar numa pessoa melhor, mudei. E decidir mudar é tão fácil quanto parece. Muito mais difícil é o caminho que temos de percorrer até o conseguir.

Mais tarde, durante a conversa, disse-lhe que há duas coisas essenciais que eu aprendi com esta transformação: 1. a nossa mente também pode ser treinada e 2. depois disso, a gratidão é tudo. Começando pelo ponto um, posso dizer que fiquei tão surpreendida com os meus resultados como, provavelmente, algumas pessoas o estão com aquilo que eu acabei de dizer mas, sim, a mente também se treina. Se impingirmos à nossa mente positivismo, ela vai começar a comportar-se com positivismo e, numa situação mais complicada, o primeiro pensamento que teremos deixará de ser mau. É mesmo verdade. Hoje em dia, eu respiro fundo e a minha cabeça enche-se de coisas boas que podem advir de algo menos bom. Em relação ao ponto dois, não há grande coisa a dizer, é isso mesmo: ser grato. Pelas coisas mais pequenas. Quando estou mais em baixo e preciso de uma motivação extra, pego no meu caderno da gratidão e escrevo todas as coisas pelas quais estou grata. Mesmo as coisas que, por vezes, tendemos a ter como garantidas, como, por exemplo, ter uma casa, poder escolher aquilo que vou comer ou ter pessoas que nos compreendem do nosso lado.

Nós podemos mesmo ser aquilo que quisermos, desde que lutemos com todas as nossas forças para que isso aconteça. Nem sempre corre bem, nem sempre estamos bem-dispostos e nem sempre estamos com vontade, mas temos de ter consciência de que essas coisas são normais. A vida não é sempre boa e temos de saber aceitar isso. No entanto, a forma como encaramos as situações pode mudar-nos muito. E fazer de nós pessoas melhores. Ás vezes falhamos, mas não faz mal. O sol nasce todos os dias e, com ele, vem uma mão cheia de oportunidades que podemos agarrar. 

2 comentários:

  1. Aconteceu-me exatamente o mesmo. Eu era tão nervosa, tímida e calada, mas sabia exatamente o que queria ser e é por isso que luto todos os dias =)

    ResponderEliminar

Anywhere © 2017
Design: Hello Manhattan